segunda-feira, 28 de abril de 2014

Biscoitinhos Amanteigados de Paçoca e Limão

 Estes biscoitinhos maravilhosos e com gostinho de infância vieram do Casa, Coisas e Sabores da Adriana. A Adri fez um concurso cultural para comemorar os 4 anos de blog e eu adorei paticipar.
O participante deveria mandar a receita dos biscoitinhos com o seu pitaco e um bom causo. E aqui vão eles!

Ingredientes

1/2 caixa de Arrozina ou de creme de arroz (100g)
1 xícara rasa de farinha de trigo (sem fazer montinho)
1/2 xícara de açúcar
4 colheres de sopa cheias de manteiga (cerca de 125 g)
1 quadrado (ou rolha) de paçoca
raspas de limão 

Modo de Preparo

Misture todos os ingredientes em um recipiente, amassando com as mãos até formar uma farofa grossa.
Sove mais um pouquinho até obter uma massa uniforme.

Separe a massa em duas porções
Em uma das porções, esfarele a paçoca e amasse novamente.
Na outra metade, junte as raspas de limão.

Modele as massa em forma de bolinha, coloque numa assadeira untada e enfarinhada e pressione com o martelo de carne (o meu tem aqueles quadradinhos, fica uma marquinha bem diferente).

Leve ao forno (pré-aquecido) a 180C por uns 20 minutos até que você verfique que corou por baixo.
Deixe esfriar para degustar e guardar.

Agora meu causo... para explicar um dos ingredientes e para fazer uma baita viagem no tempo! 



Bem... quando eu penso em contar um  bom causo, só passa uma pessoa na minha mente: minha avó paterna, a dona Lídia.
Era uma mulher que não dava ponto sem nó. Páscoa, dia da Mães, aniversários, Natal... tudo era resolvido pelo menos com um mês de antecedência.
Perto do Natal, quer dizer, um mês antes, já encomendava o pernil no seu Antônio açougueiro. Aniversário dos netos, adivinha? O presente já era comprado bem antes, de um tamanho razoável para que até a data ainda pudesse servir.

Mas é da Páscoa que eu queria comentar (aproveitando a data).
Como de praxe, bem antes da comemoração com um belo bacalhau, minha avó fazia uma coisa simplesmente maravilhosa: paçoca!
E foi por este motivo que eu fiz parte dos biscoitinhos com paçoca.
Dona Lídia não fazia essas paçocas sem cor e cheias de açúcar. Era uma paçoca lotada de amendoim, moreninha, soltinha e perfumada.
A  paçoca é a coisa mais simples do mundo, três ingredientes: amendoim, açúcar e farinha de mandioca. Tudo bem moído, tudo junto.
O “x” da questão era como combinar estes três ingredientes na medida certa. Receita? Não! Só ela sabia. Tinha que sentir na mão, no paladar.

Tentar reproduzir? Isso ela era bem direta: Você não vai conseguir, deixa que eu faço!

Ah, nem me fale dos doces que ela ganhava! Abóbora, cidra, goiaba, banana... ela os “consertava”. Porque nunca estavam doces o suficiente. Lá ia ela “tacar” mais açúcar e apurar mais.

Voltando à Páscoa, uma das coisas que eu gostava (além da paçoca) era de algumas das estórias que ela contava.
Uma delas, era a estória de uma senhora que não tinha muitas posses e não poderia comprar um peixe para a Sexta-feira Santa. Então durante a semana Santa, ela comprou uma ova de peixe bem graúda e a pendurou na cozinha perto do fogão (como se penduravam as linguiças).
Todos os dias, a senhora passava na ova um pedacinho de miolo de pão e comia, só para sentir o gostinho. Fez isso a semana inteira e só comeu toda a ova na sexta-feira. Pobre senhora!

Outra estória (muito fantástica) era sobre a empregada de uma outra senhora.
A tal empregada, disse à patroa que iria fazer um frango ensopado para o almoço da sexta-feira Santa. A dona da casa ficou revoltadíssima. Onde já se viu comer carne na sexta-feira Santa? Deu ordens para dessalgar um bacalhau.
Mas quando chegou o dia do almoço, sentiu-se pela casa toda um perfume de frango ensopado no ar...
A patroa foi atrás da pobre mulher:
_Sua louca! Eu não te disse para não fazer frango hoje? Não pode!
A empregada sem saber muito o que fazer da sua incredulidade na data, replicou:
_Mas vamos jogar tudo fora? Deve estar tão gostoso!
Neste instante destampou a panela e pasmem! Não havia frango algum. Havia apenas sabugos de milho boiando no molho.
É... o frango havia se transformado em sabugos de milho.
Por estas e por outras estórias “dos antigos” que minha avó jamais consumia carne na sexta-feira Santa.

A dona Lídia, além de ser uma avó cheia de receitas de doces, tinha um espírito muito aventureiro, uma moleca!
Quando criança, uma das aventuras lá no interior de São Paulo, era caçar sabitús. Sabitús são uns formigões que podem ser consumidos como uma iguaria. E até hoje há gente que come e se delicia.
E lá ia a dona Lídia molequinha com uma bacia de cinzas (porque era a única maneira das formigas não subirem nas pernas).
Entrava na bacia e cutucava o formigueiro. Lá vinham os sabitus muito bravos ver o que acontecia. E aí já era... viravam petisco ou até bonequinhos para brincar.
Só que a brincadeira não se tornava boa coisa, acabava apanhando por ficar tanto tempo fora de casa.

Minha avó renderia um livro! Mulher guerreira, sem papas na língua. Passou por grandes dificuldades, perdeu a mãe vítima da gripe espanhola, trabalhou, ajudou a família, criou seus dois filhos, viu seus netos e bisnetos, teve gatos e vários bassets. A última cadelinha, a Fly, uma basset caramelo, era tratada a leite Ninho e a biscoitos que ganhava das crianças do vizinho.
Os bichinhos sempre eram muito bem tratados pela dona Lídia. A Fly não parecia uma salsicha, tava mais para uma mortadela das grandes!
E Minha avó nunca se esquecia de seus vários canarinhos, dos seus pardais alimentados na sacada e dos beija-flores. 
 
A  pedidos do Céu esta mulher nos deixou, ciente de que a sua missão foi muito bem cumprida!    

12 comentários:

  1. Sucesso total Fabíola querida paçoca com limão deve ter um sabor único, arrasou, to salvando imediatamente, bjs e uma super semana, Ana ♥...

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo texto Fabiola! Lindo e emocionante! Adorei "conhecer" um pouquinho da sua avó! Creio que foi muito difícil mesmo para o "juíz-marido" da Adri escolher, pois todas nós nos empenhamos e caprichamos. A sua versão do biscoitinho ficou muito criativa, hein? Mais uma para ser testada!

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Fabi
    Faz um tempão que não faço biscoitinhos. Os seus ficaram lindos e adorei a história da sua avó. Com certeza ela foi uma mulher muito guerreira e "arretada" rsrs. Um beijo e obrigado pela força na página do Mosaico ;)

    ResponderExcluir
  4. Oi Fabiola, devem ser muito saborosos estes biscoitos.Arrasou.Beijos e uma excelente semana.

    ResponderExcluir
  5. Amiga,
    a dona Lídia era uma mulher super prendada, adorei a receita da paçoca feita com farinha de mandioca,
    pra mim é novidade. As que eu conheço leva farinha de rosca.
    A história da galinha que virou milho cozido deve ser verdadeira pois eu já ouvi muitas histórias tbm.
    Vc puxou sua avó, pois vc tbm é prendada.
    Os biscoitinhos ficara lindinhos e pela receita deliciosos!

    Bjs, ótima semana!

    ResponderExcluir
  6. Ficaram tão lindos .
    Eram perfeitos para encher a minha lata
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Querida Fabi, adorei as histórias da Dona Lídia, vc e sua família foram abençoados por ter uma pessoa assim na família, uma pessoa sempre alegre, de bem com a vida, um ser humano maravilhoso a começar pelo carinho que tinha com os animais. Adorei...adorei, gosto muito desses causos das nossas vós, elas sempre tem tanto a contar né? Os biscoitinhos estão maravilhosos, gostei muito da receita. Não sabia que para caçar formigas era só colocar cinzas kkkkk essa foi boa. Beijinhos uma linda semana

    ResponderExcluir
  8. Oi Fabíola, tua avó deve ter sido mesmo uma pessoa especial.
    Os biscoitinhos parecem saborosos e ainda de brinde os "causos" narrados maravilhosamente bem por vc, parabéns...
    Bjssssssssss querida e uma semana de sucesso e abençoada p/vcs

    ResponderExcluir
  9. Suas receitas são sempre uma mais gostosa que a outra :0)
    Desejo a você e sua família uma Ótima Semana
    Beijos Márcia (Rio de Janeiro - Brasil)

    http://www.decolherpracolher.com.br

    ResponderExcluir
  10. Fabiola querida, sua maneira e doçura em contar estórias encanta, não à toa que até prêmio especial você já recebeu...rsrs

    Sabe que sua versão dos biscoitos também foi muito criativa, vou fazê-los da próxima vez. Tudo lindo e caprichado, bem do seu jeitinho querido!

    Super beijo

    ResponderExcluir
  11. Fabíola! Fiquei com água na boca mulher! rsrs
    Vim conhecer seu blog e olha:> acaba de ganhar mais uma seguidora!
    adorei!!!
    bjs


    Meu blog: http://thaiscavalcantemodaebeleza.blogspot.com.br/

    Minha FANPAGE: https://www.facebook.com/publicitariaqueblogamodelaemaquia


    Vídeo novo! -> https://www.youtube.com/watch?v=saD5hsyDlPg

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...